Pé de frango

Eu juro juradinho que eu tentei fazer uma foto bem bonitinha para que a maioria não sentisse um certo "nojinho" da receita.
O título já diz tudo sobre a dica de hoje: pé de frango. 

"Mas por que você dá pé de frango para seus cães?"

Eu sempre vi relatos de pessoas próximas e não tão próximas sobre a "gelatina" de pé de frango. Como eu fiz a alimentação natural deles por quase um ano e cozinhei até rim de boi (o cheiro é horrível), eu resolvi aderir a esta receita. O Cookie tem colapso de traqueia e infelizmente com as temperaturas altas do nosso verão, eu já desconfiava que viriam várias crises. Além dele, temos o Gohan que já deslocou sua patinha traseira e a Jujuba que estava com "pequenos e leves estalos" nas patelinhas. Como eu sei que esta raça é propensa a ter desvio patelar, eu não pensei duas vezes.

Apesar da aflição que eu tenho com o pé de frango, eu tinha certeza que o benefício seria enorme para todos. E após duas semanas dando uma pequena porção diariamente para eles, eu e o papai notamos uma diferença enorme na respiração do Cookie. A Jujuba já não tem mais aquele "estalo" e o veterinário que acompanha o Gohan no tratamento de diabetes ficou surpreso quando viu que as perninhas do mocinho estavam mais fortes.

Como eu sempre digo, não é milagre, não é para fugir de tratamento, não é para deixar de ir ao veterinário. Nada disso! Mas você pode ajudar seus cães por meios mais naturais e isso é tão bacana! Como aqui somos em cinco cães comendo diariamente o pé de frango, eu compro 2kg (sem unha) por semana. Coloco na panela de pressão e ponho água até cobrir tudo. Após pegar pressão são 45 minutos. Deixo a pressão sair sozinha e depois transfiro tudo para o liquidificador e bato até ficar bem homogêneo e sentir que já não tem mais nenhum osso para triturar. 
Uso uma peneira para coar e ponho em forminhas de gelo de silicone. Assim fica mais fácil tirar para servir e um "cubinho" já é uma porção individual.
Na foto, eu usei uma forma de fazer bolo de silicone. E para ficar mais divertido, usei cortadores com formatos diferentes. Mas isso vai de acordo com a sua vontade e disponibilidade, tá?

Eu tiro da forminha, espero descongelar e sirvo. Mas você pode também esquentar e fazer com que vire um "molhinho" e servir com a ração.

É importantíssimo coar após bater no liquidificador para que não passe nenhum pedacinho de osso, ok? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Dani Sato | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.